Aumente sua disposição tomando Chá

Os chás oferecem uma série de benefícios para corpo humano.  A prova disso é que muitas pessoas mantêm o hábito, às vezes por gerações, de ingerir a bebida a fim de obter melhora para diversos problemas de saúde. Esse tipo de tratamento, por meio das plantas, é chamado de fitoterápico e apresenta resultados cientificamente comprovados quando administrado por especialistas.

Aumente sua disposição tomando chá

As ervas medicinais podem ser prescritas por médicos especialistas e trazer alívio em casos de ansiedade. Também atuam beneficamente no organismo auxiliando nos processos de cicatrização, expectoração e emagrecimento. Além disso, existem chás que ajudam a diminuir a fadiga, a insônia e as dores musculares e, em alguns casos, combatem a enxaqueca e a artrite.

Mais Disposição e Emagrecimento

Os atletas costumam consumir chás de ginseng, marapuama e guaraná por serem feitos de ervas que possuem efeitos estimulantes e, consequentemente, aumentam a disposição durante a prática de exercícios físicos. Após o esforço, é comum ainda que os esportistas tomem os conhecidos chás de capim-cidreira e macela-do-campo a fim de relaxar os músculos e diminuir as dores obtidas durante os treinamentos e competições.

Se o intuito for perder peso, os chás de carqueja e porangaba são os mais indicados. Entre os principais benefícios da carqueja está a melhora na digestão e dos casos de prisão de ventre, gastrite e anemia. Por ser diurético e depurativo, vale destacar ainda que o chá contribui com a desintoxicação, o que acaba resultando no emagrecimento. Já a porangaba elimina a gordura excedente do corpo, é diurética e atua combatendo a fadiga, asma, bronquite, entre outros problemas, assim como diminui a barriga e o estômago alto.

Preparação dos Chás

Para preparar qualquer um dos chás citados é preciso ficar atento, pois a forma de manipulação varia de acordo com o tipo da planta, e é importante lembrar que nenhum chá deve ser consumido após 24h de ter sido preparado.

A preparação inicia-se com o processo de infusão onde as flores, folhas e caules são misturados com a água fervente. Após “descansar” em um recipiente tampado por cerca de 10 minutos, está pronto para ser ingerido.

No caso das plantas mais duras, com raízes, sementes e caule, o indicado é a decoação onde as ervas são colocadas em água fria, levadas ao fogo até ferver e, depois de coadas, podem ser servidas. Para preservar os sais minerais e vitaminas, recomenda-se deixar as ervas de molho em água fria por 12 horas, processo que chamamos de maceração.